Elias e a Pequena Nuvem do Tamanho da Mão de Um Homem



A peleja se mostrava ferrenha. Apenas havia terminado a primeira batalha, mas a missão ainda não tinha sido concluída.

Elias, incansável, destruiu todos os profetas de baal, livrando o povo se suas influências pagãs.

Mas somente isto não bastaria para por fim ao sofrimento de Israel. Andavam por aquelas terras, sobreviventes, animais magros, crianças que choravam o leite que suas mães não tinham mais para as alimentar.

Os poços estavam já quase que totalmente secos, caminhava-se bastante por um cântaro de água.

Muitos não resistiram à fome e a escassez, milhares faleceram. Terra árida, seca, nada crescia. Pois é assim, o pecado tem suas amargas consequências, e a tudo secava e consumia. Podia-se ouvir um lamento em Israel, um pedido, um clamor pelo antigo refrigério que descia do céu, no passado.

elias profetizou a seca em israelA Adoração a Baal Trouxe Grande Seca a Israel no Tempo de Elias.

Seja Bacharel em TEOLOGIA! Curso Completo e Sem Mensalidades!

As pessoas constantemente olhavam para o céu em busca de um sinal de esperança, e se perguntavam, será que é hoje? Será que ela vem? Chuva era sinal de benção, de prosperidade, mas a idolatria levou o povo de Deus à ruína e a miséria.

De Gaza a Jaffa, a planície marítima com seus imensos campos de trigo; os célebres pastos da planície de Sarom, o vale de Siquém, a meseta de Basã, os campos de Esdrelom, os hortos que cercavam Jericó, o cultivo de cevada, lentilhas, gergelim, alfafa, milho, abóboras, tudo havia secado e queimado pelo calor do sol.

Há Ruído de Abundante Chuva

E amanheceu aquele dia como os demais, céu azul, sol escaldante, solo seco, sem vida. Enquanto muitos se desesperavam na sua dificuldade, Elias, profeta do Senhor, avisa ao rei Acabe, "já ouço um ruído de muita chuva". Era a fé que o fazia crer no impossível.

"Então disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque há ruído de uma abundante chuva." 1 Reis 18:41

O profeta ainda não tinha parado, continuava na luta contra as forças do mal. Ele conhecia a necessidade do povo, e volta a subir ao cume do Carmelo para falar com Deus.

Logo à frente do monte Carmelo estava o mar mediterrâneo, e Elias servo obediente, que havia passado por tantas intempéries da vida, fugindo e se escondendo, contando com o livramento de Deus para não ser morto. Agora ele chega àquele ponto, com seu coração quebrantado, vindo do ápice de uma batalha que durava já quase quatro anos.

Porém ele tinha fé, e sabia que o Senhor estava prestes a acabar com aquele sofrimento, e que o basta de Deus estava determinado. Ainda que o sol e céu não dessem a mínima aparência de que algo iria mudar, ainda que as circunstâncias daquele dia em nada indicassem melhora.

Ainda assim, Elias creu no Senhor e nas suas palavras. E ele em sua humildade, se inclina sobre si mesmo e ora ao eterno e único Deus.

"mas Elias subiu ao cume do Carmelo, e se inclinou por terra, e pôs o seu rosto entre os seus joelhos." 1 Reis 18:42

a pequena nuvem do tamanho da mão de um homem e eliasEu Vejo Uma Pequena Nuvem Como a Mão do Homem.

Seja Bacharel em TEOLOGIA! Curso Completo e Sem Mensalidades!

Eu Vejo Uma Pequena Nuvem

O profeta chama a seu servo, e o manda ir mais adiante, de onde pudesse ver o mediterrâneo. E ele foi, e ao longe, contemplava o horizonte, onde céu e mar pareciam se unir em um contínuo e límpido azul. Nenhuma nuvem, nenhum sinal de chuva.

Mas Elias sabia que tudo aconteceria no tempo de Deus, era necessário fé e insistência. Por isso ele volta a orar e ordena que seu servo retornasse a olhar o céu por sete vezes.

"E disse ao seu servo: Sobe agora, e olha para o lado do mar. E subiu, e olhou, e disse: Não há nada. Então disse ele: Volta lá sete vezes." 1 Reis 18:43

A notícia que Elias recebe de seu servo demanda fé. A nuvem avistada subindo do mar era pequena, "como a mão de um homem", mas este era o sinal do início da manifestação de Deus à oração do seu profeta.

Pela meteorologia, uma nuvem do tamanho da mão de um homem nada podia representar em termos de mudança climática, porém Elias já enxergava uma grande e abundante chuva, que encheria os poços, e regaria toda terra, trazendo alívio, crescimento das sementes e fartura e prosperidade ao povo de Deus.

E sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis aqui uma pequena nuvem, como a mão de um homem, subindo do mar. Então disse ele: Sobe, e dize a Acabe: Aparelha o teu carro, e desce, para que a chuva não te impeça. 1 Reis 18:44

Gradualmente aquela pequena nuvem se fortaleceu, se multiplicou e encheu o céu. A chuva de bençãos voltava a se derramar sobre Israel. Quanta alegria, muitos ajoelhados choravam e agradeciam! Deus não havia abandonado o seu povo.

Nasce um novo cântico de louvor na boca dos israelitas, a vida voltava a brotar na terra prometida, era a chuva do Senhor, a chuva de bençãos finalmente chegou! Multidões saem as ruas pulando e salmodiando em meio ao aguaceiro e chuvarada de Deus!

"E sucedeu que, entretanto, os céus se enegreceram com nuvens e vento, e veio uma grande chuva; e Acabe subiu ao carro, e foi para Jizreel." 1 Reis 18:45

a pequena nuvem se transforma em grande chuvaA Pequena Nuvem de Elias Se Transforma em Chuva de Bençãos.

Seja Bacharel em TEOLOGIA! Curso Completo e Sem Mensalidades!

O Que Você Vê?

A visão de vida do profeta Elias até aquele ponto da história era excepcional. Ele passou por extrema dificuldade, esteve exilado, sofreu perseguições, corria o risco de perder a própria vida. Mas não desanimou, e Deus operou milagres tremendos nos dias do "deserto de Elias".

Elias conseguia ver o propósito maior em sua vida. Ele via além das adversidades, além dos dias maus. E confiava na providência divina. Os olhos são as janelas da alma, a forma como vemos o mundo pode nos projetar a vitórias ou derrotas.

O modo como percebemos a vida traz muita influência em nossas ações. Tudo que fazemos passa pelo processo mental primeiro. Um pensamento positivo, aliado à confiança em Deus é sempre edificante. Mas se formos fracos em nossa fé, a nossa força será pequena.

Porém se entendermos a vida como uma grande oportunidade de praticar o bem, ajudar ao próximo e viver em fé e amor, acumulando recompensas eternas do justo galardoador, e buscarmos forças no Senhor, poderemos alcançar grandes vitórias.

"Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!" Mateus 6:23

Muitas vezes queremos ver uma manifestação imediata de Deus na nossa vida, mas até com o profeta Elias o milagre aconteceu de forma gradual. Ele teve que orar e insistir, e quando foi atendido, viu apenas um sinal, uma nuvem com a mão de um homem.

A fé de Elias é que o fazia já sentir que o temporal, a chuvarada de Deus se aproximava.

É fundamental também, enxergarmos a nós mesmos, agindo no sentido de mudar, naquilo que nos é possível no momento, a nossa visão de vida. Precisamos ler os sinais de Deus pra nós, e tomar decisões procurando melhorar as nossas atitudes, tentando enfrentar as nossas imperfeições de caráter, para vermos que a vida é um ato de fé.

O justo viverá por fé!

Vale a pena começar uma mudança interior. A prática na direção libertadora, por mais longo e trabalhoso que seja o caminho, como foi o de Elias, nos levará a compreensão melhor de Deus e nos fará crescer espiritualmente.



Leia Também:

a ressurreição do filho da viúva de naim
O Filho da Viúva de Naim
O mestre movido em si mesmo, aproxima-se do esquife, uma espécie
a mulher cananeia
A Mulher Cananéia
uma narração que conta como uma simples mãe, obstinada, conseguiu
jacó lutou com o anjo
Jacó Luta com o Anjo
A luta de Jacó com o Anjo no vau do rio Jaboque. Jacó não desistiu, lutou com o
Comentários