Jetro o Sogro de Moisés e Seus Conselhos

Estudos Bíblicos07 Julho, 2014Por Israel do Nascimento Silva


Depois de ouvir que os Israelitas saíram com sucesso do Egito, Yitro, Jetro, o sogro de Moisés, toma a sua filha e seus netos e se dirige para o acampamento do povo de Deus que estava próximo ao Sinai.

Eles se reúnem com Moisés, Arão e os Anciãos de Israel, e Jetro aproveita a oportunidade para aconselhar o seu genro, líder de uma grande nação.

Jetro viu Moisés sozinho na liderança do povo. O resultado não era bom para Moisés, nem para o povo.

"O sogro de Moisés, porém, lhe disse: Não é bom o que fazes [ לֹא טוֹב lo tov ] . Totalmente desfalecerás, assim tu como este povo que está contigo; porque este negócio é mui difícil para ti; tu só não o podes fazer.

Ouve agora minha voz, eu te aconselharei, e Deus será contigo. Sê tu pelo povo diante de Deus, e leva tu as causas a Deus; E declara-lhes os estatutos e as leis, e faze-lhes saber o caminho em que devem andar, e a obra que devem fazer.

E tu dentre todo o povo procura homens capazes, tementes a Deus, homens de verdade, que odeiem a avareza; e põe-nos sobre eles por maiorais de mil, maiorais de cem, maiorais de cinqüenta, e maiorais de dez;

Para que julguem este povo em todo o tempo; e seja que todo o negócio grave tragam a ti, mas todo o negócio pequeno eles o julguem; assim a ti mesmo te aliviarás da carga, e eles a levarão contigo.

Se isto fizeres, e Deus to mandar, poderás então subsistir; assim também todo este povo em paz irá ao seu lugar." Êxodo 18:17-23

jetro aconselha moisésJetro Aconselha Seu Genro Moisés.



O conselho de Jetro era para que Moisés dividisse a sua tarefa na liderança da nação Israelita. É interessante analisar a observação do sogro de Moisés "Não é bom o que fazes [לֹא טוֹב lo tov]". Esta frase "não é bom", só aparece na Torá apenas mais uma vez:

"E disse o Senhor Deus: Não é bom [לֹא טוֹב lo tov] que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele." Gênesis 2:18

Esse é um princípio que as Escrituras nos ensinam desde o livro dos princípios; nós não podemos liderar sozinhos, como não podemos viver sozinhos.

A própria palavra hebraica para "vida" em hebraico é חַיִּ֑ים "hayim", está escrita no plural registrada no Gênesis na criação do homem. O singular seria חי "hay".

"E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida [ חַיִּ֑ים hayim ]; e o homem foi feito alma vivente." Gênesis 2:7

É como se significasse que a vida é em sua essência para ser compartilhada.

O Conselho de Jetro - Antes ou Após a Revelação?

Moisés aceita o sábio conselho de seu sogro, e a Torá nos informa que "despediu Moisés o seu sogro, o qual se foi à sua terra." Êxodo 18:27. Com isso, Jetro aparentemente deixa os Israelitas mesmo antes da Revelação da Lei - quando Moisés recebeu as tábuas com os Dez Mandamentos no Sinai.

Entretanto, muitos capítulos depois, no livro de Bamidbar, Números, Jetro reaparece de forma repentina no acampamento do povo de Deus. No livro de Números, após a Revelação, o povo começa a sua jornada em direção à Terra Prometida.

E a Torá interrompe a sua narrativa abruptamente para registrar a seguinte conversa ocorrida entre Moisés e seu sogro:

"Disse então Moisés a Hobabe, filho de Reuel, o midianita, sogro de Moisés: Nós caminhamos para aquele lugar, de que o Senhor disse: Vo-lo darei; vai conosco e te faremos bem; porque o Senhor falou bem sobre Israel.

Porém ele lhe disse: Não irei; antes irei à minha terra e à minha parentela. E ele disse: Ora, não nos deixes; porque tu sabes onde devemos acampar no deserto; nos servirás de guia.

E será que, vindo tu conosco, e sucedendo o bem que o Senhor nos fizer, também nós te faremos bem. Assim partiram do monte do Senhor caminho de três dias;" Números 10:29-33

E esta conversa termina assim, Jetro não mais aparece no texto da Torá. Mas há dois aspectos que gostaria de destacar deste texto, e por motivo didático, começarei pelo segundo.

Faço Misericórdia aos Milhares que Me Amam

  • "vai conosco e te faremos bem" - É interessante notar que a aparição de Jetro no acampamento dos Israelitas se dá logo em seguida ao ataque dos Amalequitas. E Amaleque não simplesmente fez guerra contra Israel, mas usou de extrema covardia para com os filhos de Jacó.

Isso porque em uma caminhada longa como aquela, geralmente são os mais fracos, os idosos, as crianças e os doentes que ficam mais à retaguarda do grupo. Foi justamente esta parte do povo que Amaleque atacou:

"Lembra-te do que te fez Amaleque no caminho, quando saías do Egito;

Como te saiu ao encontro no caminho, e feriu na tua retaguarda todos os fracos que iam atrás de ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus." Deuteronômio 25:17-18

De forma que Jetro, aparecendo após este combate, vem com uma conotação de gentileza, vem com um conselho para facilitar a vida do povo. Assim a Torá traz esse contraste de atitudes para com os filhos de Deus.

E os resultados são distintos. Para Amaleque Deus declara:

"Então disse o Senhor a Moisés: Escreve isto para memória num livro, e relata-o aos ouvidos de Josué; que eu totalmente hei de riscar a memória de Amaleque de debaixo dos céus." Êxodo 17:14

Porém para os descendentes de Jetro (conhecidos como Queneus) houve grande misericórdia. Séculos depois, quando Saul, o primeiro rei de Israel, se preparava para guerrear contra os Amalequitas, ele avisa aos descendentes de Jetro para que deixassem a terra de Amaleque:

"E disse Saul aos queneus: Ide-vos, retirai-vos e saí do meio dos amalequitas, para que não vos destrua juntamente com eles, porque vós usastes de misericórdia com todos os filhos de Israel, quando subiram do Egito.

Assim os queneus se retiraram do meio dos amalequitas." 1 Samuel 15:6

Era o cumprimento literal das palavras proféticas que Deus havia proferido no Sinai, pois Deus está no meio, ou melhor, dentro do Seu povo.

"porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.

E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos." Êxodo 20:5-6

Aqueles que amam o povo de Deus, amam a Deus. Aqueles que atacam Seus servos, perseguem o próprio Deus. Não somos mais de nós mesmos, somos agora de propriedade divina, servos, comprados por meio do Seu sangue.

"E caí por terra, e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E eu respondi: Quem és, Senhor? E disse-me: Eu sou Jesus Nazareno, a quem tu persegues." Atos 22:7-8

Não nos Deixes

  • "E ele disse: Ora, não nos deixes" - Este apelo de Moisés ao seu sogro é também um convite para que ele se juntasse aos filhos de Israel para formarem um só povo. A resposta de Jetro não fica muito clara no texto.

Os versos seguintes não esclarecem, não dão certeza se ele aceitou ou não o convite de Moisés. Porém a intenção da Torá vai ficando clara à medida que a vamos interpretando.

Aqui há dois símbolos, duas revelações. Eles estavam aos pés do Monte Sinai, local da Revelação da Lei, a vontade de Deus. O povo recebeu a Revelação coletiva, como um todo. Jetro representava o recebimento da Revelação individual.

Ele ainda não fazia parte do todo, do povo de Israel, mas recebeu o chamado para fazê-lo. Ele não era Hebreu, mas era um homem bom e sábio. Será que Jetro seguiu com os filhos de Jacó?

Não temos como saber, mas sabemos que o texto permanece vago porque quer nos ensinar que este convite permanece aberto para todos que quiserem aceitá-lo. Pois assim como Jetro há homens bons, que podem até dar bons conselhos aos filhos de Deus.

Mas chega um tempo em que eles tem que tomar uma decisão de fazer parte do povo de Deus. Há um convite, há um chamado. Todo aquele que o atender receberá a vida eterna, como eterna é a palavra do Senhor.

"Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações." Hebreus 4:7



Leia Também:

moisés levanta suas mãos
A Batalha Contra os Amalequitas
As mãos de Moisés não realizaram um milagre "externo", palpável ou visível
o maná
A Provação do Maná no Deserto
Deus poderia facilmente os ter levado pelas cidades vizinhas, Mas ao contrário, Ele escolheu
a travessia do mar
A Transformação no Mar Vermelho
Muito significante é o ato de Moisés, que carrega consigo os
Comentários