Pesado de Boca e de Língua – A Gagueira de Moisés?



“Então disse Moisés ao Senhor: Ah, meu Senhor! eu não sou homem eloqüente, nem de ontem nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de língua.” Êxodo 4:10

Desde o seu chamado para liderar o povo de Israel, no episódio da Sarça Ardente, Moisés expõe uma objeção, baseada em um aparente impedimento de falar bem em público.

Muitos autores e intérpretes do Antigo Testamento tomam esta passagem como base para sugerir que Moisés era gago.

Este texto realmente encerra em seus versos fato muito curioso. Aqui nós vemos Moisés se referir a ele mesmo como sendo homem “pesado de boca”. Qual seria a real fonte do impedimento de Moisés a falar com os Israelitas?

E há algo ainda mais curioso nesta história: Porque Deus não respondeu a objeção de Moisés com imediata cura de sua dificuldade, ou, quem sabe, possível enfermidade? Certamente tal cura seria uma resposta mais direta do que enviar Arão, irmão de Moisés, como seu porta-voz.

E porque Deus escolhe um indivíduo que tem dificuldade de falar, para uma posição onde a habilidade de falar em público era tão crucial? Será que há significâncias nas camadas mais profundas dessa passagem?

moises e a sarça"Ah, Meu Senhor, Sou Pesado de Boca e Pesado de Língua".

Seja Bacharel em Teologia! Curso completo e SEM MENSALIDADES!

Seja qual fosse a origem da dificuldade de Moisés em falar, a maioria dos estudiosos do Êxodo acreditam que era algo real e físico. Porque então Deus não o cura de imediato? Rambam sugere que Deus não aliviou a dificuldade de Moisés porque Moisés, esperando que Deus escolheria outra pessoa, não faz nenhum pedido por sua cura.

O homem tem de trabalhar em parceria com Deus, como meio de mudar o seu próprio destino. Moisés, neste primeiro momento, falha em orar e pedir a Deus por sua cura, e usa a sua dificuldade como impedimento a receber o chamado divino.

Força na Fraqueza

O Rabino Nissim ben Reuven em sua surpreendente interpretação, afirma que a dificuldade de Moisés para falar (pesado de boca e de língua), na verdade servia como uma espécie de qualificação para a liderança. Deus, dizia Reuven, quer a Sua mensagem sendo entregue ao povo, mais do que a eloquência do mensageiro.

A história tem provado que oradores poderosos e articulados, naturalmente conseguem persuadir seu público a acreditar mesmo em mentiras, como se verdade fossem. No caso de Moisés, a verdade seria aceita não pela eloquência, mas por causa da substância da mensagem.

Moisés Era Gago?

Samuel ben Meir, que sempre seguia a percepção da peshat (o sentido literal do texto), entendia que a suposta dificuldade de Moisés para falar não era de origem física. A insistência de Moisés em dizer que era “pesado de boca e de língua” era a simples referência ao fato de que ele não mais tinha a habilidade de se adaptar à língua egípcia e suas nuances.

“Eu deixei o Egito ainda jovem, e agora tenho oitenta anos. Certamente o Senhor encontrará alguém melhor para liderar o Seu povo.” Ilustração.

Se seguirmos o caminho sugerido por Samuel Meir, e aceitarmos que a dificuldade de Moisés não era física, veremos surgir uma outra abordagem sobre o seu impedimento, “sou homem pesado de boca e de língua”.

Aqui, talvez, Moisés não estivesse se referindo à dificuldade física de articular palavras com sua boca e língua, mas poderia estar aludindo a um fato mais profundo. A palavra original em hebraico que a Torá usa para o termo “pesado”, que Moisés usa em sua fala, é כְבַד kaved – “ser difícil, ser severo, ser pesado”.

“Então disse Moisés ao SENHOR; Ah! Senhor! eu não sou homem eloquente nem de ontem, nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado [כְבַד kaved ] de boca, e pesado de língua.”

Era como se Moisés estivesse dizendo que:

“Eu falo o que penso, da forma como vejo as coisas. Não tenho habilidades diplomáticas, sou direto, falo aquilo que se passa no meu coração, não escolho palavras, falo a verdade doa a quem doer. Como eu poderia ser então enviado para falar a um rei (faraó) e a influenciar todo um povo?”

Isso era uma referência a não somente a forma de Moisés falar, mas também a sua filosofia de vida. Segundo a Tradição Talmúdica, o resumo dos ideais de Moisés dizia, “deixe a Lei cortar a montanha”.

O quadro que a Torá pinta de Moisés é de um homem honesto ao extremo. Um homem que acredita que o que é certo é certo, e que a verdade deve ser buscada a todo custo.

Arão e Moisés – Escolha Perfeita

Neste caso, a providência de Arão para acompanhar Moisés, pode ser vista como um complemento perfeito. Arão é tudo que seu irmão não é. Bondoso e sensitivo, Arão é um homem que ama a paz, que busca a paz e que cria a paz entre o homem e seus amigos.

Arão serve não apenas como porta-voz de Moisés, mas também como uma influência que contrabalança na liderança do povo. Deus claramente unia a forte retidão de Moisés, com a suavidade do caráter sensível de Arão.

Superando as Limitações

Em uma outra interpretação, se nós retornarmos à posição de que a dificuldade de Moisés em falar era de origem física, vemos emergir uma outra razão para sua escolha como o líder que libertaria os filhos de Israel: Deus quer que a luta pessoal de Moisés, com suas limitações, seja um exemplo eterno para o seu povo.

Se os Israelitas veem que o seu maior líder tem defeitos, eles irão entender que perfeição não é um pré-requisito para o cumprimento de sua missão com sucesso.

Testemunhando a luta de Moisés para superar suas limitações físicas, eles aprenderão sobre a natureza do espírito humano, quando não quer se deixar derrotar facilmente.

deus vê o coração samuelO Homem Olha o Exterior, mas Deus Vê o Coração.

Seja Bacharel em Teologia! Curso completo e SEM MENSALIDADES!

É possível superar dificuldades, e crescer tanto humanamente como espiritualmente. A jornada de Moisés, que começou como homem “pesado de boca e de língua” chegando à linda eloquência no livro de Deuteronômio, nos dão um fiel exemplo para seguirmos.

Enxergando Além das Aparências

Através da escolha de Moisés por Deus, nós somos ensinados que não se deve desprezar uma pessoa por causa de suas aparentes fraquezas, ou mesmo por defeitos físicos.

Se a escolha de Moisés tivesse se baseado em requisitos humanos, certamente ele teria sido descartado. Afinal de contas, quem selecionaria alguém que era “pesado de boca” para uma missão que dependia tanto de falar em público?

Mas graças a Deus que Ele, o Senhor, foi quem fez a escolha. Escolhendo Moisés, Deus nos relembra da vasta extensão do potencial humano que frequentemente está dentro de cada um de nós, escondido da visão superficial.

“Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.” 1 Samuel 16:7



Leia Também:

moisés no rio nilo, dentro de um cestinho
O Nascimento de Moisés
A trajetória de Moisés em rumo a liderança de Israel só começa
moisés e a sarça ardente
A Sarça Ardia Mas Não Se Consumia
E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do
tire as sandálias de teus pés pois o lugar que pisas é terra santa
Tire as Sandálias de Teus Pés
tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que
Comentários